Nós, mulheres

Por Paty Juliani

Era Páscoa mas poderia não ser.
Era aqui mas poderia ser lá.
Era encontro e houve celebração.
Éramos mulheres falando de vida e de experiências tão particulares.
Eram vivências para se conectar com a vida. Com novas vidas.
Três dias. Cinco mulheres.
Um menino na barriga de uma mãe empoderada, forte, maternal e generosa.
Tão lindo e tão simbólico.
Sentimos a vida pulsar.
O acalanto acontecer.
O desejo de brotar sementes e vê-las florecer.
Teve histórias. Teve dança. Teve música.
Teve roda. Teve poesia.
Teve risos. Teve choro.
E teve batidas de corações.
Eram mulheres que estavam aqui, mas poderiam estar ali.
Éramos nós, mas poderiam ser elas.
Era páscoa. Mas poderia não ser.
Mas era. E assim foi!

“Se precisarem, as mulheres pintarão céus azuis nas paredes da prisão.

Se a meada se queimou, elas fiarão mais.

Se a colheita estiver destruída, elas farão outra semeadura imediatamente.

As mulheres desenharão portas onde não houver nenhuma.

E elas as abrirão e passarão por essas portas para novos caminhos e novas
vidas.

Como a natureza selvagem persiste e triunfa, as mulheres persistem e triunfam.”

(“Mulheres que Correm com os Lobos”, Clarissa Pinkola Estés)

image

One thought on “Nós, mulheres

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s