Minicontos da vida real – Pula-pula

por Rita Durigan

Crianças acordam com uma energia inacreditável. E naquela manhã, como em todas as outras, a cama já tinha virado playground.

Gargalhadas e muita bagunça até que… a joelhada foi certeira: minha costela. Perdi o fôlego.

Silêncio, Valentina se assustou.

Me recuperei.

-Filha, tá tudo bem agora. Mas tem que tomar cuidado quando for pular na Mamãe. Avisa antes. Pode machucar e agora machucou.

Silêncio.

-Filha, tá tudo bem. Doeu e poderia ter machucado sério. Mas já passou. Só tome cuidado da próxima vez, tá?

Silêncio.

-Filha, tudo bem. Já passou.

-Mamãe, desculpa. Eu não machuquei você. Era só uma brincadeira.

-Eu sei, filha. E eu te desculpo. Mas tem brincadeira que tem que tomar cuidado porque, mesmo sem querer, pode machucar. Como essa de pular.

-Mas é que você ‘parece igual’ um pula-pula!

Silêncio.

(seguido de gargalhada, claro!).

image

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s