Fada do dente…

por Rita Durigan

Quando a Paty Juliani postou “Eu tenho janelinha”, e falamos sobre, me lembro perfeitamente da agonia que me deu só de imaginar a fase da troca dos dentes, e do alívio de pensar que ainda teria alguns anos pela frente.

Pois bem, chegou minha vez. Voltando de uma viagem Valentina começou a reclamar que o dentinho doia. Procurei pra ver se via algo errado e logo percebi: os dentinhos de baixo, da frente, começavam a amolecer. Os dois. Disse que provavelmente seria isso e Valentina ficou mega feliz, já que duas amiguinhas já tinham janelinha também.

Fui para cidade da minha infância, onde fica minha dentista de criança e hoje da  Valentina, e foi confirmado: dentinhos começando a amolecer. Na véspera de voltar pra casa ainda passei pra ela ver se estava tudo bem e os dentinhos ainda não estavam tão moles. Era finalzinho de julho.

Eles foram amolecendo e eis que no meio de agosto apontam os dois dentinhos de trás, empurrando os outros. Alguns dias de angústia e agonia, não vou negar. Meu marido queria tirar. Falei com a dentista e nos propusemos, Valentina e eu, a irmos ajudando eles amolecerem. Que em uma semana um deles cairia. Era domingo.

Havia pressão: leva no dentista pra tirar; vamos arrancar; tem que tirar; mas seguimos firmes e fortes no nosso propósito de deixá-los cairem naturalmente.

Sábado seguinte, pela manhã, eu estava deitada na cama e Valentina no chão, brincando. De repente, um grito. Um, não. Vários: “Meu dente. Meu dente. Mamãe, meu dente. Grudou na minha língua e caiu. Meu dente, Mamãe. Meu dente!” Entre o susto e a emoção de vê-la feliz e com lágrimas nos olhos, dizendo que ia poder mostrar para os seus amigos; que ia começar a escola nova de janelinha – o ano letivo aqui nos EUA começa em setembro e agora é o equivalente à pré-escola. Escolinha mesmo, todos os dias da semana, pra deixar a Mamãe morrendo de saudades… Mas voltando ao dentinho, ficamos felizes que foi de forma natural.

O que caiu nem era o mais molinho. O outro demorou alguns dias e estava muito, muito, MUITO mole. Um dentista daqui sugeriu tirar. Ela concordou com o pai e bastou um puxãozinho, puft, janelinha virou janelão. Ela chorou um pouquinho, mas logo estava toda orgulhosa exibindo a banguelinha. Era quarta-feira, véspera de começar na escolinha. Ela estava muito feliz por isso. E os dois dentinhos novos já estão crescidinhos e aparecidos.

O post da Paty me ajudou muito, e ela sabe. Ela e a Dede, pelo whats app, também. Nossa dentista do Brasil fez consultas e deu orientações por fotos e mensagens, deixando meu coração bem seguro. E espero que esse post ajude você também, que passou ou vai passar por isso.

Crescer dói um pouquinho. Neles e na gente. Mas faz a gente aprender um monte de coisas também. E uma das que aprendi, mais uma vez, é que tudo tem seu tempo certo. Basta confiar e acreditar. 😉

One thought on “Fada do dente…

  1. Gloria diz:

    E é mais um pedacinho de mudança nessa infância que voa . Temos que aproveitar cada momento, uns bons, outros menos e todos muito importantes. De longe ou de perto curto todos !Loviu Valentina .💗

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s