Miniconto – Pra que servem as lojas?

por Rita Durigan

Saindo da exposição “Frida Kahlo: Appearances can be deceiving”  ou “As aparências podem enganar”, em Português, (leia sobre a visita aqui), passamos pela lojinha. Cheia de coisas coloridas e bonitas, mas nada tão incrível ou indispensável, e preço de museu, que costuma ser mais alto.  

Curiosa, minha filha pediu uma coisa, depois outra, e percebemos que não havia um interesse em algo específico. Era aquela vontade de comprar que todos costumamos ter, principalmente quando estamos diante da possibilidade de consumir. Dissemos que não compraríamos nada naquele dia. Que fomos alí pra visitar a exposição e estávamos apenas vendo as coisas. E que já estávamos de saída.

-A gente não vai comprar nada aqui?

-Não, filha. Hoje não.

-Pra que a gente veio em uma loja então?

D2C629CB-BEB6-4EF7-9EB4-8184B2CA0326

Se você gosta da Frida Kahlo e da arte mexicana, pode gostar de ler também: Viagem com criança ao México e La Casa Azul

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s