Receita de mãe – Nosso Fogo Sagrado

por Paty Juliani

Héstia é uma deusa grega que personifica o fogo sagrado. Ela é a Deusa da lareia. O Fogo Sagrado, mantido nas casa gregas e romanas, deveria ser mantido sempre aceso.

A dica de mãe de hoje vem de Héstia e vem da casa. Ontem trouxemos uma reflexão sobre a casa e a cozinha, como coração desse espaço.

Mas hoje queremos falar sobre essa chama, essa lareira, esse fogo que a gente mantém como centro de energia em nossos lares.

Você já percebeu que dentro de sua casa existe sempre um lugarzinho que é todo especial? Um lugar onde a gente se sente conectado com o espaço, onde nossos objetos especiais estão? Seja um altar, uma cama, um canto da sala, no fundo do quintal… este é o lugar do fogo sagrado de Héstia. O lugar que mantém o nosso centro, a nossa energia.

Aqui em casa, o fogo sagrado não vem da chama do fogão (que poderia ser), mas do fogo que ilumina as deusas, orixás, Buda e o menino Jesus do nosso altar ecumênico. Além dessas imagens, ali também estão as pedras que as meninas acham especiais, as sementes que elas gostam de recolher no caminho, os potinhos pintados pela avó e as fitas coloridas do Nosso Senhor do Bonfim. Ali, ao lado das máquinas e agulhas, dos tecidos, fitas e botões, mantemos nosso lugar de energia. Um habitar dentro do próprio habitar.

Se você não reconheceu este lugar em sua casa, crie um. Ele não precisa estar ligado a imagens, nem símbolos sagrados mas deve estar repleto de objetos significativos e especiais. Um lugar de chama, de proteção e energia. Um lugar para ir quando precisamos nos reconectar.

E, o que essa deusa grega nos ensina é que, para além desse lugar físico do fogo sagrado do nosso lar, temos que encontrar esse centro em nós mesmas. Em nossa casa/corpo. Encontrar o centro dentro de nós. Um espaço de quietude para onde sempre retornamos quando a vida nos tira do eixo. Um lugar para restabelecermos nossas energias.

Experimente esses pequenos rituais. Essa é uma dica para nossa casa/corpo e nossa casa/morada. E nos auxilia quando tudo parece estar muito fora do eixo.

Se quiserem saber mais sobre Héstia e outras Deusas Sagradas, procurem o livro “O legado das deusas” de Cristina Balieiro. Ou me escrevam, a gente pode conversar. 🙂

D8193FB5-CAB1-4DCE-80FD-BDDB723D0694

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s