Missão professora

por Rita Durigan

Hoje é Teacher’s Day aqui nos Estados Unidos. Dia do Professor. E aproveitei pra contar que tirei meu diploma de magistério da gaveta depois de 20 anos e embarquei num sonho antigo, adormecido, de unir algumas das minhas paixões: crianças, brincadeiras, aprendizagem, e muito do nosso Brasil, da nossa cultura e Língua Portuguesa.

Me mudei pros Estados Unidos há 5 anos e meio, com meu marido e nossa filha que, na época, tinha 8 meses. Me preocupava saber que, além de estar longe da família, minha filha ia crescer longe da nossa cultura; que ia aprender a falar imersa em outro idioma. E decidi(mos) que em casa o Brasil e nossa Língua Portuguesa estariam sempre presentes, por alguns motivos: é nessa língua que expressamos sentimentos e verdade; Valentina é brasileira, sempre será, e só assim vai poder se comunicar de verdade com tanta gente que ama e mora no Brasil; e ainda teria o benefício de ser bilíngue com naturalidade, vivendo as duas línguas no dia-a-dia e absorvendo isso de forma orgânica e experimental. 

Desde então, vendo ela crescer, pensava em abrir algo para cuidar de crianças com ela e como ela, mas nunca aconteceu. Aulinhas de brincadeiras, de música, de artes, tudo a partir das descobertas, das explorações, da amorosidade, e das conexões. Pois é nesse aprendizado que acredito para a infância. É brincando, fazendo e repetindo, tentando e errando, que se compreende e se aprende.

A criança é naturalmente curiosa e pronta para absorver o que está ao redor. Por isso, pais e mães brasileiros que moram fora do Brasil, não se preocupem em trazer o inglês para dentro de casa com medo de que eles fiquem perdidos quando estiverem em idade escolar. Dêem essa riqueza que é sua língua-mãe para seus filhos. Deixem que eles bebam dessa fonte, mergulhem nela, absorvam tudo e sintam-se confortáveis com o Português. Se você mora em país de língua inglesa, seu/ua(s) filho/a(s) serão naturalmente bombardeados pelo inglês. Não tire esse tesouro da Língua Portuguesa deles. Sejam suas referências nesse idioma e estimulem para que eles aprendam mais e mais.

Como eu, algumas mães também pensam assim. Uma delas é a Cris Vieira, que teve seu filho aqui e, além de estimular o hebraico – língua do pai -, ensinou o Português para o filho, que naturalmente aprendeu também o inglês. Nessa vivência materna, e com a experiência de quem fez Letras e dava aulas de inglês, há quase 12 anos a Cris criou a Brazil Ahead, que mais que uma escola de Português, tornou-se um Centro de Cultura Brasileira.

Eu e a Cris nos encontramos, com uma mãozinha de outra pessoa muito especial, a Rogéria Vianna, do Vem pra NY , via Criar com Asas. E me encontrei também com a proposta e os valores da Cris em relação à aprendizagem para as duas escolas que ela fundou e administra com tanto amor e suor. Hoje, além da Brazil Ahead, ela tem também a American Ways NY, de inglês para brasileiros – corre lá no Instagram @americanwaysny que ela dá dicas todo dia pra quem quer aprender ou melhorar o inglês ;). 

Eu participei de teste e treinamentos, porque na Brazil Ahead é tudo levado muito a sério, e há 5 semanas estou dando aulas de Língua Portuguesa e cultura brasileira lá. Aprendendo toda semana com aquelas crianças e com o time lindo de professores e profissionais da escola (Dani, Laura…), e com a Cris. Comecei com 1 turminha de 2 e 3 anos. Depois foram duas, em dias diferentes. E desde sábado comecei uma turma de bebês com mãe e/ou pai, que também é uma preciosidade. A ideia é que, a partir de momentos de conexão e amorosidade entre os bebês e a mãe e/ou o pai, e da diversão do brincar junto e descobrir junto, o bebê vá assimilando e interiorizando a Língua Portuguesa como uma forma de comunicação tão natural quanto qualquer outra que seja falada em seu ambiente de convívio.

Cada aula exige horas de preparo, de estudo, de compreensão. De conversas e trocas diárias com a Dede Lovitch e a Paty Juliani (obrigada 😍). E ainda assim sou surpreendida pela espontaneidade e pelas personalidades tão diferentes de cada criança, que precisam ser respeitadas. A partir da valorização do individual é que poderemos compôr um coletivo harmônico para esse mundo.

É desafiador olhar para cada uma dessas crianças e estimular seus talentos individuais, permitir que descubram, cada uma a seu tempo e do seu jeito, dentro de um programa pensado e estudado para ser facilitador dessa aprendizagem. Mas é necessário e os resultados são visíveis em cada sorriso, em cada pergunta que surge, mostrando que a curiosidade está sendo ativada, em cada dificuldade que, no fundo, só mostra que se está no caminho.

Hoje, no Dia dos Professores norte-americano, vim aqui dizer obrigada a cada profissional que compreende a educação além das notas e testes, das paredes e cadeiras das escolas. Mas que sabe da precisosa missão que tem de permitir que cada aluno faça a diferença nesse mundo por ser exatamente quem é. No seu tempo, espaço e dentro do contexto de sua história.

Agradecer aos professores da minha vida e da minha família, entre elas minha Mãe, que tem me inspirado e trocado experiências comigo. Às minhas amigas que têm me incentivado tanto – elas sabem quem são 😍. Meu marido, que me incentiva, permite, e vibra comigo. Minha filha, razão e motivo principal desse meu reencontro, que me ajuda – literalmente, ela que me fotografou preparando aula na foto ai de cima -, me inspira e me acompanha nessa caminhada. À Rogéria Vianna, que sabe o quanto sou grata por essa ponte preciosa. Aos meus colegas da Brazil Ahead, que fazem a caminhada mais certeira. E à Cris Vieira, que me abriu as portas para essa experiência incrível e que respeita tanto seus professores e alunos de todas as idades e lugares.

Experiência que só vai enriquecer ainda mais nosso Criar com Asas. ❤

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s