Adormecer no abraço

por Rita Durigan

D0C27E74-C103-4993-861A-2AFE648E7163

12 de março de 2019

Eu ainda durmo com ela, ela ainda dorme comigo. Entre as histórias lembradas do dia que foi, as leituras, orações, brincadeira sem fim, adormecemos sempre. Não importa o tamanho da cama, o quarto. Se vou voltar pra minha depois de horas na caminha dela, apertadas, ou se ela será levada pra dela… nem sempre, muitas vezes fica na nossa. Tão bom ficar assim.

Porque amor não precisa de espaço. Se encaixa e cabe no tamanho exato, do amor.

É que no abraço a gente não dorme, respousa. Em Paz. É colo que a gente se dá.

Que chamem de mimo, exagero, apego. É tudo e mais um pouco. É o equilíbrio pro cansaço, é abraço, aconchego. Canção de ninar. É elo de Mãe e filha. E ponto.

9229E44F-C715-4BDA-AFB0-C82DAB9E9ED3

6 abril 2014

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s