Vamos falar de sensações?

Por Queila Medeiros Veiga Dal Pian

Para Piaget, as crianças se desenvolvem melhor se explorarem e receberem estímulos para suas ações e reações sobre os objetos e assim, aprender usando seus sentidos e experienciando sempre.

Uma vez que os sentidos se desenvolvem mesmo antes de nascer, ensinar por meio dos sentidos se torna um trabalho mais fácil e eficaz. 

Mas, por que estimular as crianças? O que isso tem a ver com aprendizagem?

O mundo é cheio de informações e essas informações são recebidas pelo homem desde que é gerado, por meio do tato, olfato, visão, audição, gustação, movimentos e posições do corpo. É ainda, dentro da barriga da mãe, que a criança tem contato com seus sentidos e os sentidos externos. É na barriga da mãe que a criança tem as sensações, tanto boas quanto ruins.

Os estímulos são muito importantes na primeira infância (0 a 5 anos), fase em o cérebro é visto como uma esponja, absorve e capta tudo à sua volta e assim, vai se moldando e ativando a produção de neurônios. 

Pensando nisso há a proposta de se fazer a estimulação sensorial, o que será como uma ferramenta mental, guardadas para serem usadas durante a vida. E então dizemos sempre: “crianças precisam brincar, serem exploradoras do meio em que vivem”. 

Para se iniciar um trabalho de estimulação sensorial para a criança é necessário muito pouco. Podem ser usados livros sensoriais, caixas sensoriais e o painel sensorial. 

A livre exploração despertará na criança a curiosidade, a criatividade, a inteligência e a busca para soluções de situação-problema. De certa forma, as crianças fazem isso naturalmente quando não têm acessível um painel ou uma caixa. Isso acontece quando ela revira as gavetas, as panelas e etc. Cria espontaneamente sua caixa de sensações e brinca livremente. 

No entanto, quando criamos as caixas e os painéis sensoriais, estamos estruturando sua forma de brincar. Com objetivos e funções claras, ensinando-as a adquirir independência e autonomia.

(FOTO DELA)

Um pouco sobre a Queila

Mãe de 3 filhos, hoje apenas 2.
Supervisora de Ensino da rede pública de ensino do Estado de São PauloPsicóloga Clínica em Sorocaba
Professora dos cursos de pós graduação Faculdade XV de Agosto em Sorocaba
Graduação em Pedagogia
Graduação em Psicologia
Pós graduação em educação especial 
Pós graduação em direito educacional 

Especialista em pessoas com deficiência – DI, DA, DV, DF e TEA/autismo
 Membro da comissão de credenciamento de instituições na Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
 Membro do grupo de estudos da USP em autismo 
Palestrante sobre educação na Secretaria da Educação Municipal de Tres Corações /MG
 Palestrante na ETEC Itarare /SP
 Participante representante da Secretaria da Educação de SP na Caravana da Inclusão pela Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiencia de SP 
Palestrante no curso” Conhecendo e identificando autismo” pelo Instituto Veritas Illuminata /SP
 Palestrante no III Simpósio Multidisciplinar sobre transtornos de Aprendizagem – São Roque/SP

A Queila vem desenvolvendo painéis sensoriais e são realmente incríveis. Se você tem interesse em adquirir painéis ou conhece alguém que poderia se interessar, entre em contato direto com ela:
e-mail qmveiga@globo.com
celular: 15-997021073

(FOTOS DOS PAINÉIS)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s