Miniconto – Asas para voar

Por Dede Lovitch

Estacionei o carro em frente a uma casa que já conhecemos, é famosa pois tem uma arara, uma arara-canindé. A arara fica solta e eu comento:

“Olha lá a arara… coitada…”

Constance logo fala:

“Pelo menos ela fica solta mamãe.”

“Sim, mas o que adianta? Ela tem as asas cortadas.”

“Porque fazem isso?”

“Pra ela não fugir.”

Depois de uma longa pausa

“É como se cortassem nossas pernas…”

 

Gosta do nosso conteúdo? Quer nos ajudar a manter essa plataforma de diálogo sobre o maternar?
Colabore em R$: catarse.me/criarcomasas
Colabore em U$: patreon.com/criarcomasas
 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s